Procura por graduação EAD cresce no país

114

Censo da Educação Superior aponta que matrículas da modalidade equivalem a 21%

 

Conciliar os estudos com diversos compromissos não é tarefa fácil mas a existência da modalidade de Ensino a Distância (EAD) certamente favoreceu o planejamento dos estudantes no que tange à graduação e à pós-graduação. De acordo com o último Censo da Educação Superior, já são quase dois milhões de matrículas, que representam 21% do total. Não é apenas a quantidade de alunos que cresce na modalidade. Nos últimos quatro anos, o número de polos de apoio EAD saltou de aproximadamente cinco mil para mais de 15 mil.

 

A tendência é aumentar ainda mais o interesse pela modalidade. No entanto, antes de efetuar matrícula é importante conhecer o próprio perfil como estudante e observar se terá vantagem ou desvantagem investindo em cursos a distância. “Devido ao meu trabalho, não teria como frequentar um curso na modalidade presencial. Estou gostando da experiência EAD e o curso está sendo muito proveitoso”, pontua a estudante de Pedagogia, Alana Costa, que está prestes a iniciar o segundo semestre.

 

Por conta da rotina corrida, fazer uma faculdade presencial sequer chegou a ser uma opção. Por isso, a estudante conseguiu visualizar benefícios na modalidade, tais como: a possibilidade de organizar o próprio tempo, não precisar se deslocar à faculdade todos os dias e utilizar dispositivos móveis para acessar e acompanhar videoaulas.

 

Já quanto às desvantagens, depende do aluno se dedicar ao Ensino Superior e manter a disponibilidade e o interesse pelos estudos. O aluno possui total autonomia se responsabilizando pelo objetivo a ser atingido. A agente de prevenção e perda, Rita de Cássia Balbino, estuda Gestão da Segurança Privada na Cruzeiro do Sul EAD. Ela escolheu a modalidade EAD pela flexibilidade e a pela comodidade. “Escolhi por ter uma rotina dinâmica de trabalho e, por conta disso, de ter pouco tempo para estudar.  Me identifico com curso porque trabalho com segurança patrimonial e também sou técnica em segurança do trabalho”, explica Rita.

 

As duas estudantes são bolsistas do Educa Mais Brasil. Além de poder encaixar o curso a distância às suas rotinas, encontraram no programa de bolsas de estudo uma oportunidade de tornar realidade a formação na profissão tão sonhada. No site do programa, parceiro do portal Meu Brasil Online é possível consultar as bolsas de estudo disponíveis e se inscrever gratuitamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Por favor, insira um nome

1 × dois =